SATOU OTOME



  • Apelido:Little Lady.
  • Data de nascimento: 28 de agosto de 1981.
  • Signo chinês: Galo.
  • Tipo sangüíneo: A+
  • Amaterasu: 1992 a 1999
  • Matérias favoritas: Concentração mágica, Bênçãos e maldições.
  • Clubes: Dança, ikebana e tênis.
  • Hobbies: Tocar piano, pintar.
  • Cidade: Suzuko.

  • Otome é calada e retraída, uma verdadeira dama da sociedade, como denota seu nome. Por parte do pai, pertence a uma tradicional família da cidade do sino. A mãe vive em Tóquio, com o filho mais velho, Keiichi, desde que fugiu de casa com o garoto. Foi, então, criada unicamente por Usami, numa infância não muito feliz, posto que o pai nunca lhe dava qualquer afeição, considerando-a como mais um objeto de seu patrimônio.

    Nunca entendeu muito bem porque a mãe a deixou para trás. Isso fez com que, embora seja considerada uma das princesinhas da escola, nunca tenha sido uma pessoa afeita a fazer muitos amigos, com medo de ser traída novamente. Apesar disso, em seu quinto ano, conheceu Otsuki Yuji e acabou se interessando pelo rapaz. Numa verdadeira demonstração de coragem, considerando seu enorme pavor de se envolver com alguém, pediu o rapaz em namoro, e ele aceitou.

    Yuji representa para a menina a esperança de uma nova etapa em sua vida, uma porta que se abre para um mundo onde ela não será abandonada e nem tratada como apenas mais um elemento de uma coleção. Prova disso é a mudança de comportamento de Otome, pois, desde que começou a namorá-lo, sente-se mais leve e mais livre, mais aceita no mundo. Ao mesmo passo, os colegas dela, sentindo que a moça estava mais acessível, passaram a conversar mais com a morena, envolvendo-a um pouco mais na vida colegial.

    Otome é discreta em seus gostos, dificilmente fala sobre si a outro que não seja o namorado, e só quando ele pergunta. É extremamente insegura, mas sempre tentou disfarçar, primeiro pelo silêncio e, com Yuji, pelo sorriso. Morre de medo que seus avós descubram sobre o namoro, pois soube da história de seus pais durante uma das poucas visitas de Hideki e Katsumi, logo após a fuga de Meroko, e sabe que será forçada a um casamento de negócios.

    FAMILIARES

    Pais


  • Satou Usami: É o pai da menina e vem de uma família tradicional de Suzuko. Viu-se filho único aos três anos, a partir de quando passou a ser educado para suceder seu pai na empresa imobiliária dos Satou, especializada em localizar, comprar e vender terrenos para bruxos (geralmente ocidentais) em meio aos nashi atae, onde a magia possa ser utilizada sem interferências eletrônicas, por exemplo. Apesar de toda a pressão contrária da família, casou-se com uma bruxa de linhagem pobre, mas viu-se abandonado pela esposa cinco anos depois. Desde então, tornou-se um homem ríspido, voltado somente para os negócios e para sua própria satisfação, ainda que isso signifique a infelicidade de sua filha, a única lembrança que Meroko deixou para trás e que ele não podia jogar fora. Incluindo Usami, os Satou nunca foram a favor da filosofia de só usar magia em casos extremos, mas não podem ir contra as leis e não querem perder o prestígio que têm no Japão.

  • Tsubamizuka (Satou) Meroko: É a mãe de Otome e Keiichi e vem de uma família tradicionalmente bruxa, mas tradicionalmente pobre. As circunstâncias em que conheceu o marido são um verdadeiro mistério, mas casou-se inobstante a total oposição dos Satou, acreditando que a família de Usami cederia ao amor que unia o casal. Cinco anos e dois filhos depois, a pressão dos Satou sobre ela continuava e, não a suportando, fugiu de casa, levando Keiichi consigo, acreditando que a pequena Otome teria mais sorte sem sua presença. Inicialmente voltou à casa dos pais, mas, sabendo que o marido logo a encontraria e a pediria para voltar, saiu de Suzuko. Seu paradeiro seria desconhecido, não fosse a especialidade de localização dos Satou. Meroko não faz idéia de que Usami sabe exatamente onde ela mora em Tóquio, e também não sabe que a filha cresceu infeliz e renegada. Leva a vida como vendedora de uma pequena loja de roupas nashi atae.

    Irmão


  • Satou Keiichi: É o único e mais velho irmão de Otome. Morando com a mãe e o tio em Tóquio, estuda arduamente para concluir seu curso universitário de sistemas de informação e trabalha meio-expediente em uma loja de reparos eletrônicos. É dono de um excelente coração, mas não se deixa levar tão fácil. Apesar de ser bruxo, abomina esse seu lado pelo que houve com sua mãe e já declarou que prefere morrer a usar voluntariamente seus poderes, para o que quer que seja, apesar dos protestos de Meroko. Faz questão de esquecer Usami, o qual ele julga que não foi firme o suficiente para proteger a mãe. Devido à idade com que foi separado de Otome, não lembra que tem uma irmã.

    Avós Paternos


  • Satou Hisoka e Tsuna: Pais de Usami e de Unagi, casaram-se por meio de um omiai e por trama de suas famílias. Apesar de não se amarem, são perfeitamente acomodados com a vida conjugal. Enquanto Hisoka dirigia o negócio com mão de ferro, Tsuna cuidava atentamente dos afazeres domésticos e da educação de suas crianças. Quando Unagi morreu, Usami tornou-se o herdeiro e ela triplicou o rigor com que o ensinava. Foram fortemente contra o casamento do filho com uma bruxa de origem muito humilde, importunando a moça até essa desistir alguns anos depois. Sabem onde moram Meroko e Keiichi, mas não têm interesse num neto criado pela nora e já tramam o casamento de Otome, desconhecendo que esta também namora um rapaz sem origem nobre.

    Avós Maternos


  • Tsubamizuka Hideki e Katsumi: Ambos são bruxos de origem humilde. Nunca chegaram a se casar formalmente, mas uniram-se ainda jovens e tiveram dois filhos. Ela é enfermeira e ele atendente de relacionamentos de uma empresa de telecomunicações, paciência é com eles mesmo. Sempre buscaram apoiar os filhos como podiam, mas quando lhes ficou claro que os Satou jamais aceitariam Meroko como parte da família, colocaram-se contra o casamento desta com Usami, nada adiantando, pois a moça não lhes deu ouvidos. Tomaram-se de tristeza ao ver o sofrimento da filha durante os anos, e quando ela finalmente desistiu, ajudaram-na a chegar a Tóquio. Mantêm contato mensal com os filhos, mas têm quase certeza que os Satou já sabem onde Meroko se encontra. Foram proibidos de se aproximarem de Otome, mas, quando a menina ainda era pequena, conseguiam visitá-la ocasionalmente. Querem tirá-la do inferno que os Satou chamam de casa, mas não têm poder para tanto. Nunca tiveram coragem de contar para a filha que a menina não era feliz.

    Tios


  • Satou Unagi: Morreu cedo, ainda aos três anos. Não teve tempo de desenvolver uma personalidade mais forte, mas aprendia tudo o que lhe era exigido.

  • Tsubamizuka Oriya: É o irmão mais novo de Meroko e sempre a adorou. Acompanhou de perto o drama da irmã, inclusive viajando com ela para Tóquio e protegendo a moça e Keiichi. Apesar de ser mais novo que Meroko, considera-se o guardião dos dela e do sobrinho, papel que desempenhou muito bem ao longo dos anos. Keiichi o considera como pai e Meroko costuma dizer que tem o irmão mais grudento do mundo, mas não cansa de agradecer-lhe pela sua presença. É programador de videogames e foi com ele que Keiichi se interessou pelo assunto.

    voltar. | avançar.