TATSUMAKI NATSUO



  • Apelido: Natsu, Tatsu, Furacão.
  • Data de nascimento: 16 de dezembro de 1980.
  • Signo chinês: Macaco.
  • Amaterasu: 1991 a 1995, voltando em 1998 para seu último ano.
  • Matéria favorita: Pacificação, origami, Cultura Nashi atae.
  • Clubes: Quadribol, tênis, pingue-pongue, artes marciais.
  • Hobbies: qualquer coisa que gaste seu excesso de energia... ou qualquer coisa que faça junto a Negi.
  • Cidade: Tóquio.
  • Família: Os pais são nash'atae, comerciantes.

  • Bonachão, meio boêmio, inquieto e risonho, Natsuo tem um forte senso de justiça, sempre compelido a ajudar os injustiçados. É também muito persistente e fazê-lo desistir de algo é extremamente difícil – se não impossível. Por causa dos negócios da família, conhece jóias como um verdadeiro expert, inclusive como calcular os preços de diamantes dependendo do corte, número de faces, cor etc. À primeira vista, poder-se-ia considerá-lo uma pessoa convencida, mas ele é apenas confiante em suas próprias habilidades e bastante enérgico, sendo quase impossível fazê-lo ficar quieto por mais que alguns minutos. Por onde Natsuo passa, deixa todos afobados e sem fôlego, quer por sua boa aparência, quer por sua inesgotável energia, rendendo-lhe o apelido de Furacão.

    Em geral, por causa de sua alta estatura e seu excelente porte físico, costuma se dar bem em qualquer esporte, mas é um verdadeiro especialista nas artes marciais, especificamente nos chutes, razão pela qual seu estilo preferido de luta é o garra de águia, mas sabe combater em muitos outros. Natsuo é mais forte do que deixa transparecer, entre outras coisas para não diminuir a moral de Tokunaga Suoh, o buchou do clube de artes marciais e seu maior parceiro para combates. Gosta muito de lutar, mas somente por um bom motivo ou pela pura sensação de competir. Encontrar um adversário que possa com ele, entretanto, é bastante difícil. Por conta dos negócios da família, passou dois anos em Hong Kong, de onde voltou em seu último ano escolar, e onde aperfeiçoou sua técnica ainda mais.

    O Furacão é o melhor amigo de Negishi Kazuya, a quem está sempre provocando, chegando inclusive a forçar o amigo a entrar para o clube de tênis. Adora o mais novo e considera-se praticamente o segundo pai dele, já que, em sua opinião, Negi não se vira muito bem sozinho. É, aliás, um dos poucos que consegue ler o ruivo. Como os dois podem ser freqüentemente vistos juntos, inclusive no banho, há boatos em toda a escola sobre a verdadeira relação deles, os quais Natsuo nunca se deu ao trabalho de negar ou confirmar. Gosta de ser alvo das atenções e sabe que, com ele, ninguém mexe, e também não azucrinarão Kazuya por medo da vingança do Furacão – pois, de acordo com boatos, vê-lo enfurecido com alguém é verdadeiramente assustador.

    FAMILIARES

    Pais


  • Tatsumaki Kei: Nashi atae, é o pai de Natsuo e é quem comanda os negócios da família, a empresa de jóias. No trabalho, é bastante austero, mas em geral tem personalidade tipicamente passiva, principalmente com a esposa e o filho, do qual tem imenso orgulho por várias razões e o qual adora levar para o trabalho, ensinando-lhe tudo o que pode. Ainda que muitos lhe provoquem porque sua esposa manda e desmanda, Kei nunca admite que falem mal dela. No que dependesse dele, teriam outro filho, mas morre de medo de passar mais nove meses com uma Fuyumi hormonalmente alterada e sabe que ela nunca aceitaria outro método que não o tradicional. Não sabia da existência do mundo mágico até descobrir que era Natsuo quem provocava os fenômenos estranhos em sua casa, mas nunca teve problema com isso. Suas palavras na ocasião foram: “Ah, é? Que bom! Achei que tínhamos sido amaldiçoados. Fuyumi-san, sabe cadê o Satoshi?”

  • Tatsumaki Fuyumi: Nashi atae, é a mãe de Natsuo. É intransigente; quando quer, quer e não tem quem a impeça de conseguir – menos ainda o marido, no qual ela manda e desmanda, se quiser. Tradicional, adora a cultura japonesa e, por isso, toda a residência dos Tatsumaki é tipicamente nipônica, por dentro, por fora, as roupas, a comida etc. Excelente combatente e dona de um forte espírito guerreiro, foi com ela que o Furacão aprendeu os primeiros passos do kung-fu, do judô e do karatê tampouco o bebê já conseguia ficar de pé sozinho e estável. Tem um pequeno negócio próprio vendendo artigos japoneses e kimonos e fazendo cerimônias do chá. Casou-se por imposição das famílias, mas aprendeu rapidamente a amar o marido e, principalmente, a implicar com ele, seu passatempo preferido.



    Avós Paternos


  • Tatsumaki Kai e Umi: Pais de Tatsumaki Kei. Amigos de infância, os dois se complementam na mesma medida em que se bicam. Passar um dia sem perturbar o outro é quase deixá-los em abstinência. São opostos em quase todas as opiniões e, provavelmente por isso, o filho nasceu com uma personalidade quase neutra. Começar um negócio quando casaram foi um verdadeiro monumento, já que não concordavam nem em relação à cor de uma janela. Pela competitividade entre os dois, todavia, a empresa cresceu assustadoramente, pois o que um não via, o outro não deixava passar. Gostam do neto, mas quase nunca o vêem, pois, após fundirem o negócio ao dos Natsunichi e Kei herdar a nova empresa, viajam pelo mundo com os próprios recursos, ocasionalmente retornando ao Japão para uma visita. Não sabem que Natsuo é bruxo porque ninguém lembrou de contar, mas Fuyumi adoraria ver as reações dos sogros.

    Avós Maternos


  • Natsunichi Shin’ichi e Akiko: Pais de Tatsumaki Fuyumi. Apesar de terem nascido e crescido em ambientes tipicamente japoneses, preferiram começar suas vidas de casados na parte moderna de Tóquio, sendo adeptos da simplicidade que a tecnologia e a eletrônica traz. Exemplo típico de casamento arranjado que deu certo, fizeram o mesmo para a primogênita. O comércio de jóais que Shin’ichi herdou da família fundiu-se ao dos Tatsumaki quando casaram a filha (com esse motivo). Apesar de nunca terem deixado nada faltar à filha, foram bastante rigorosos na educação dela, o que apenas serviu para a menina fazer de tudo para os enlouquecer, tornando-se mandona e caprichosa. Adoram o neto e vivem perguntando quando ganharão outro (ou outra). Sabem que Natsuo é bruxo... e ainda não entenderam que diferença isso poderia fazer

    Tios


  • Tatsumaki Mui: Irmão de Kai, é tão neutro quanto o irmão e se dão muito bem. Deixá-los juntos é o mesmo que assistir a uma corrida de tartarugas, pois eles preferem sentar no silêncio e observar estrelas ou mesmo as nuvens. É dirigente de uma das lojas da família, preferindo comandar algo menor do que toda a rede TatsuNatsu. Apesar de não ter muito em comum com o sobrinho, não deixa de gostar dele; mas ainda não sabe o que ser bruxo significa, pois Natsuo não parece diferente de quem não o é.

  • Natsunichi Futsuko: Irmã de Fuyuko, recusa-se terminantemente a se casar. Tão obstinada quanto a irmã, quando os pais lhe propuseram um omiai pela quarta vez (e ela recusara os três anteriores), trancou-se em seu quarto durante uma hora e, ao sair, já estava de mochila nas costas, pronta para ganhar o mundo. Futsuko tornou-se professora da Universidade de Tóquio (a Toudai), mas nunca disse o que ensinava ou como ganhou a vida até então. Mantém contato freqüente com a irmã, pela qual é quase apaixonada e costuma visitá-la. Adora o cunhado e costuma dizer que se ele não fosse marido de Fuyumi, seria o dela

    Outros


  • Satoshi: É o nome do pitbull de estimação da família e é o único da casa que não tem origem japonesa. Foi presente de Mui a Natsuo, pois o menino não parava quieto aos oito anos e ninguém tinha energia e tempo o suficiente para acompanhá-lo, coisa que não faltaria a um cachorro dessa raça. Apesar do medo inicial de Kei, o qual se posicionou contra, com medo que o cão avançasse sobre o jovem Furacão, Satoshi rapidamente ganhou a simpatia de todos ao provar-se apenas um brincalhão.

    voltar. | avançar.